Bem vindo
Icone do Whatsapp
Icone do Whatsapp

WhatsApp:

(51) 99577-4324
Minha conta | Meus pedidos Fale Conosco
Entre ou Cadastre-se

0 Itens

Blog

Uma reflexão sobre o autocuidado

quinta, 14 de janeiro de 2021 às 10:00:00

UMA REFLEXÃO SOBRE O AUTOCUIDADO

Por Luiza Behrens

 

 

Vivemos atualmente num mundo globalizado, conectado pela tecnologia, onde somos bombardeados de informação a todo momento. A sensação é de que estamos constantemente correndo, sem tempo para respirar e olhar para nós mesmos, nos cuidarmos e entendermos nossas necessidades.

 

O autocuidado pode ser definido como um conjunto de ações que cada indivíduo pode exercer para cuidar de si mesmo. Muitas vezes esse autocuidado é relacionado com cuidar do cabelo, da pele, da escolha de vestimentas, mas ele não se limita apenas a aspectos visuais, é muito mais do que isso! O autocuidado também é estar atento à sua saúde, tanto física quanto mental, e não ignorar sinais de alerta do seu corpo. Essa semana trazemos para algumas dicas para você parar, respirar, se cuidar! E por que não estabelecer mais um propósito para o ano novo: priorizar o seu bem estar!

 

Saúde mental

Na última década, o número de pessoas com doenças psicológicas como depressão e ansiedade aumentou muito, e com a chegada da pandemia do coronavírus a preocupação com saúde mental ficou ainda mais evidente. No meio do estresse da rotina é essencial que separemos um tempinho para nós mesmos. Separe um tempo do seu dia para relaxar e praticar atividades prazerosas, praticar um exercício físico, envolver-se com uma causa que você acredite, ler ou colocar em dia suas séries favoritas. Também existem técnicas de meditação e mindfulness que podem ajudar a cultivar o bem-estar e o equilíbrio emocional, reduzindo o risco de desenvolvimento de burnout (síndrome de esgotamento profissional) e melhorando a qualidade de vida. 

 

Mas nem sempre mudanças na rotina são suficientes. Em alguns casos é necessário ajuda profissional, e não há vergonha nenhuma nisso! Não hesite em procurar psicólogos e/ou psiquiatras, as doenças da mente devem receber o devido cuidado tanto quanto doenças do corpo, não ignore se estiver com sintomas de que algo está errado.

 

Alimentação saudável

Sempre pensamos numa dieta saudável como algo extremamente restritivo, nunca mais comer aquela batatinha frita e tomar aquele drink que você adora, mas não é isso: se trata de equilíbrio e evitar excessos. Nossos hábitos alimentares podem nos fazer adoecer, pois mexem com nosso sistema imunológico, afetando nosso corpo e mente. Mais produtos naturais, frutas e vegetais e reduzir o consumo de alimentos ultra processados é a chave para o sucesso. Os suplementos alimentares quando prescritos por um nutricionista e ou seu médico, sem dúvida são aliados importantes para compor a sua dieta e auxiliar nos seus objetivos! E nesse ponto, pode contar conosco, temos as melhores marcas e os melhores produtos do mercado.

 

Manter o corpo em movimento

Cada vez mais estudos científicos nos mostram que praticar atividades físicas é benéfico para a saúde mental. Elas são capazes de nos proporcionar uma qualidade de vida mais satisfatória, melhorar a autoestima, vitalidade, bem estar geral e até podem ser uma ferramenta na prevenção e tratamento de quadros psiquiátricos. Nem todo mundo sente vontade de malhar, mas é importante encontrar uma forma de movimentar o corpo que seja prazerosa pra você: musculação, funcional, crossfit, corrida... quando você se identifica e curte, fica muito mais fácil! O importante é fazer do processo uma diversão e parte da sua rotina!

 

Higiene do sono

Talvez esse seja o aspecto mais negligenciado dessa listinha. O sono é restaurador e indispensável para uma boa qualidade de vida. Estudos mostram que a qualidade e a quantidade do sono afetam não só a nossa energia, como também a nossa concentração, saúde mental e humor. O ideal seria dormir entre sete a nove horas por noite. Não utilizar dispositivos eletrônicos e ter um horário regular de sono são dicas que ajudam muito a garantir a qualidade de sono.  Vamos combinar, quem não se sente revigorado depois de uma boa noite de sono, não é mesmo?

 

Sempre reforçamos em nossos textos a importância de um bom acompanhamento profissional, seja do seu médico, nutricionista, psicólogo, profissional de educação física. Eles são a rede de apoio mais indicada para ajudar você nessa jornada, não hesite em buscar ajuda, se necessário.

 

E aí, o que é autocuidado para você?

O que você tem feito pela sua saúde?

 

Nunca é tarde para mudar seus hábitos e viver melhor. E, se necessário, procure orientação profissional, não tenha vergonha de pedir ajuda, ninguém nasce sabendo tudo e nem precisa fazer tudo sozinho.

 

 

Luiza Behrens

 

 

Referências:

Irish LA, Kline CE, Gunn HE, Buysse DJ, Hall MH. The role of sleep hygiene in promoting public health: A review of empirical evidence. Sleep Med Rev. 2015; 22:23-36.

Wielgosz J, Goldberg SB, Kral TRA, Dunne JD, Davidson RJ. Mindfulness Meditation and Psychopathology. Annu Rev Clin Psychol. 2019; 15:285-316.

Peluso MA, Guerra de Andrade LH. Physical activity and mental health: the association between exercise and mood. Clinics (São Paulo). 2005.

Adan RAH, van der Beek EM, Buitelaar JK, Cryan JF, Hebebrand J, Higgs S, Schellekens H, Dickson SL. Nutritional psychiatry: Towards improving mental health by what you eat. Eur Neuropsychopharmacol. 2019 Dec;29(12):1321-1332.